Radis Comunicação e Saúde

Tempo de leitura: 1 minuto

50 milhões de pessoas no mundo vivem com epilepsia. O número foi divulgado pela OMS, no Dia Internacional da Epilepsia (13/2), data criada para chamar atenção para os problemas enfrentados por estas pessoas. “A discriminação e preconceito dificultam a inserção na sociedade, principalmente no que se refere à obtenção e manutenção de empregos, o que leva a dificuldades econômicas", alertou a Associação Brasileira de Epilepsia. Saiba mais em www.epilepsiabrasil.org.br