Radis Comunicação e Saúde

Tempo de leitura: 1 - 2 minutos

O Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz) vai coordenar o primeiro estudo mundial para avaliar a utilização de um novo tipo de anticorpo na prevenção do HIV. O estudo Anticorpos Mediando Prevenção (A.M.P.) consiste na infusão, de forma intravenosa, do anticorpo desenvolvido em laboratório VRC01, que vem demonstrando a capacidade de combater cerca de 90% dos subtipos de HIV, informou o Portal Fiocruz (14/2). Além de testar se o VRC01 pode realmente prevenir o HIV, o estudo também objetiva descobrir qual é a dose necessária, e avaliar se o seu uso é seguro e tolerável. Segundo a instituição, os resultados podem ajudar a desenvolver futuramente uma vacina contra o HIV

O estudo terá a duração de aproximadamente dois anos e será realizado com a participação de 2,7 mil voluntários nas Américas do Norte e do Sul, e 1,5 mil na África Subsaariana. Os 100 voluntários brasileiros serão acompanhados no Laboratório de Pesquisa Clínica em DST/Aids (LaPClin-Aids), do INI, no Rio de Janeiro. Pessoas saudáveis, entre 18 a 50 anos e que se identifiquem como gays, bissexuais, travestis, mulheres ou homens transexuais podem se candidatar como voluntárias. Cada participante deverá comparecer à clínica mensalmente para realizar exames e consultas, e receberá uma infusão do VRC01 a cada oito semanas.

Informações: 9090 2260-6700 (gratuito) ou (21) 3865-9659, pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou por meio da página do projeto no Facebook (@ampfiocruz)