Radis Comunicação e Saúde

Tempo de leitura: 0 minutos

Ao contrário do que defende o governo para propor cortes em direitos, não há déficit e sobra dinheiro para pagar benefícios