O Projeto de Lei 7082/2017, que pretendia desvincular a Comissão Nacional de Ética e Pesquisa (Conep) do Conselho Nacional de Saúde (CNS), diminuir regras para laboratórios e patrocinadores de medicamentos e reduzir a participação dos comitês de ética e pesquisa no Conep, foi retirado da pauta da Câmara dos Deputados (12/12), a requerimento do deputado Jorge Solla (PT-BA).
A comissão especial da Câmara que analisava a proposta conhecida como Escola sem Partido ou Lei da Mordaça (PL 7180/14 e outros) foi encerrada, por falta constante de quórum, sem votar o relatório do deputado Flavinho (PSC-SP). Assim, a matéria foi arquivada no fim da legislatura.