Radis Comunicação e Saúde

Fotografia: Divulgação.

Tempo de leitura: 1 minuto

Sofia foi diagnosticada com síndrome de Down ao nascer e precisaria de tratamento fonoaudiológico (entre outras terapias) para desenvolver a fala. Dessa história e da necessidade de outras pessoas com a síndrome, nasceu o aplicativo SofiaFala, elaborado no campus de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP). A ferramenta se baseia numa tecnologia assistiva — capaz de melhorar a qualidade de vida de pessoas com dificuldades de fala — e é um sistema interativo e gratuito que roda em celulares e tablets com Android. A proposta é aproximar pais, fonoaudiólogos e pessoas com Down por meio da inteligência artificial. Conheça: https://bit.ly/35VDcts.