Radis Comunicação e Saúde

Fotografia: Reprodução.

Tempo de leitura: 1 - 2 minutos

O antropólogo Eduardo Viveiros de Castro, um dos mais influentes em todo o mundo, deu uma entrevista à Agência Pública que tem valor histórico. Em uma conversa de mais de duas horas com os repórteres — a primeira concedida por ele desde o resultado das últimas eleições presidenciais —, Viveiros de Castro fala sobre resistência indígena, destruição da Amazônia, reforma agrária, o genocídio nas favelas do Rio de Janeiro, o avanço da extrema direita no mundo, terraplanismo e os últimos acontecimentos do cenário atual. Com uma lucidez invejável, ele vaticina: “Acho que nós estamos assistindo a uma espécie de ofensiva final contra os povos indígenas”. E disse estar perplexo diante de um mundo em que a verdade se tornou inacreditável: “As notícias verdadeiras são inacreditáveis, então você acredita nas falsas”. Vale a leitura. Confira em https://bit.ly/324JvYs. Para conhecer mais sobre a obra de Viveiros de Castro, a dica é “A inconstância da alma selvagem” (Editora Ubu), coletânea de ensaios que o tornaram uma referência, e o seu mais recente livro, “Metafísicas canibais: elementos para uma antropologia pós-estrutural”, lançado ano passado pela mesma editora.