Radis Comunicação e Saúde

Tempo de leitura: 1 minuto

Depois do incensado “O Calibã e a bruxa” (Radis 180), a historiadora italiana Silvia Federic chega às livrarias com “O ponto zero da revolução: trabalho doméstico, reprodução e luta feminista” (Editora Elefante). Trata-se de uma coleção de 14 ensaios organizados em três partes – a última delas, compreendendo a produção acadêmica mais recente da autora, enveredando por temas como ecofeminismo e apostando no potencial transformador dos coletivos enquanto formas de resistência.