Radis Comunicação e Saúde

Tempo de leitura: 1 minuto

“Vamos repensar nosso vocabulário?” O convite é feito no início da cartilha “Racismo sutil”, lançada em novembro pelo Programa Sesc Senac de diversidade (Para todos). O texto, elaborado pelos GTs Humanidades e Para Elas, do Para todos, alerta que cada um de nós chega a pronunciar 20 mil palavras por dia, muitas vezes sem pensar no significado delas, reproduzindo, mesmo sem querer, expressões e termos racistas ou que reforçam estereótipos. A cartilha apresenta então uma série de termos que devem ser evitados no cotidiano, como “A coisa tá preta”, “judiaria” ou “indiada”. Além da lista de palavras e expressões, a cartilha Racismo Sutil também apresenta frases de personalidades conhecidas no combate ao racismo, entre elas a filósofa americana Ângela Davis e a escritora brasileira Djamila Ribeiro. O material pode ser acessado na íntegra no site da Radis.