Acervo digital de recortes de jornais sobre saúde


Origens

Dentre as atribuições iniciais do programa RADIS, estava a confecção do clipping diário dos principais jornais e revistas do país, referentes à área de saúde, a ser distribuído em toda FIOCRUZ.

A seleção dos assuntos e temas a serem destacados possibilitou a formulação, em 1985, do BANCO DE NOTÍCIAS, que tinha como principal objetivo a criação de um arquivo formado a partir do recorte diário do noticiário de jornais e revistas da chamada grande imprensa, obedecendo a uma classificação prévia por assuntos.

Este arquivo – então, único no país voltado exclusivamente para a saúde pública e assuntos afins - serviria tanto como fonte de informação para as publicações do próprio RADIS, como para a consulta de pesquisadores ou qualquer interessado.

O projeto “Hemeroteca RADIS” pode ser considerado um desdobramento natural do “Banco de Notícias”, pois assume os objetivos anteriores e se utiliza de novas tecnologias para o tratamento das informações (recortes de jornais digitalizados).

Assim, a “Hemeroteca RADIS” surge para concluir a iniciativa citada e dar prosseguimento aos ideais que norteiam o programa RADIS, a ENSP e a FIOCRUZ.

Dimensões

A “Hemeroteca RADIS” é formada pelo acervo de recortes de jornais e revistas (clippings) produzidos e acumulados no programa Radis/ENSP nos últimos trinta (30) anos, desde 1982.

O acervo, que cobre o período de 1982 (Inclui também alguns recortes de jornais de 1980 (16) e 1981 (79)) até abril de 2013, se encontra acondicionado em 360 caixas box perfazendo um montante de 50 metros lineares - aproximadamente 252.000 folhas de recortes.

coletanea radis 20 anos capa

Acesse o link abaixo para ter acesso ao conteúdo