Menu

Quilombo livre

Quilombolas lutam pelo direito à terra e estão no alvo e na rota do agronegócio em Santarém, no Oeste do Pará. O repórter Luiz Felipe Stevanim e o fotógrafo Eduardo Oliveira visitaram algumas dessas comunidades em 2019 e você pode conferir a reportagem na Radis 200 (maio de 2019).

“Esse país tem uma dívida histórica conosco”, afirmou Dileudo Guimarães, liderança quilombola da região.

Cotas: reparação histórica

Em 2022, a Lei 12.711 de 2012, conhecida como Lei das Cotas nas universidades, completou 10 anos. Que balanço é possível fazer do que mudou de lá para cá?

As histórias de estudantes negros, indígenas e oriundos de escolas públicas que conseguiram acessar o ensino superior público no Brasil por meio das cotas fazem parte de um processo de reparação histórica. A repórter Licia Oliveira trouxe o relato de alguns desses estudantes, na Radis 237 (junho de 2022), e mostrou como as cotas ajudaram a diversificar as universidades e a transformar a vida dos estudantes.

20 anos de Durban

“Racismo, discriminação racial, xenofobia e intolerância correlata constituem graves violações de todos os direitos humanos”, afirmou a Declaração e Programa de Ação da 3ª Conferência Mundial de Combate ao Racismo, Discriminação Racial, Xenofobia e Intolerância Correlata, que completou 20 anos em 2021.

O encontro ocorreu em Durban, na África do Sul, em 2001. Na edição 220 (janeiro de 2021), o repórter Bruno Dominguez mostrou que, mesmo com o legado de Durban, pessoas pretas e pardas ainda são as que mais sofrem com as vulnerabilidades sociais e o que explica isso é o racismo estrutural.

Envelhecimento

“É muito comum que pessoas negras envelheçam sozinhas”, afirmou Alexandre da Silva na Radis 244 (janeiro de 2023), mostrando que o racismo se perpetua nas trajetórias de envelhecimento da população. 

Doutor em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (USP) e professor da Faculdade de Medicina de Jundiaí, Alexandre é Secretário Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa, do Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania. “A gente não pode ficar acomodado com isso e naturalizar que um grupo de pessoas tenha dificuldades para envelhecer adequadamente porque está faltando o básico.”

Pessoas negras e deficiência

Pessoas negras com síndrome de Down e seus familiares são invisibilizadas pelo racismo, como Radis mostrou na edição 246 (março de 2023).

O movimento InvisibiliDOWN (@InvisibiliDOWN), criado em 2022, busca garantir voz e visibilidade a pessoas negras com t21. 

Radis publica as reportagens produzidas por comunicadores populares numa parceria entre Observatório de Favelas e Fiocruz

Comunicadores populares

Radis publicou, entre maio e outubro de 2023, uma série com cinco textos de comunicadores populares, moradores de favelas do Rio de Janeiro, em parceria com o Observatório de Favelas. 

Uma das matérias, assinada por Rudson Amorim, mostra como homens negros têm dificuldades para acessar a vacinação de covid-19. Isso evidencia um cenário de negligência das políticas públicas com essa população.

Equidade

“O nosso desejo é que o debate racial e de gênero se amplie e se torne cotidiano, e não exceção”, afirma Roseane Maria Côrrea, em texto sobre a Política de Equidade Étnico-Racial e de Gênero da Fiocruz, publicado na Radis 247 (abril de 2023).

Roseane é doutoranda em Saúde Pública pela Ensp/Fiocruz e destacou que o combate à opressão por meio de políticas de equidade é um caminho para a construção do conhecimento de forma cada vez mais democrática, honesta e justa.

Saúde da população negra

Radis 142

Gostou das dicas de leitura?

Siga o nosso perfil no Instagram e no Facebook para acessar outros conteúdos como esse.

Comentários para: 8 matérias para refletir sobre Consciência Negra

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais

RADIS Comunicação e Saúde

Av. Brasil, 4036, sala 513, Manguinhos, Rio de Janeiro/RJ
CEP 21040-361 Telefone (21) 3882-9026 | E-mail radis@ensp.fiocruz.br

Siga-nos nas Redes Sociais

Este website é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento, que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.

@2022 Radis Comunicação e Saúde.